2ª temporada de you estreia na netflix
Entretenimento

2ª TEMPORADA DE YOU | CRÍTICA

You ou Você, criou uma grande repercussão quando estreou sua primeira temporada na Netflix, principalmente nas redes sociais, levando muitas questões para o centro da discussão. Agora, a 2ª temporada de You chega para que possamos nos aprofundar no abismo que a mente de Joe Goldberg (Penn Badgley) parece ser, mas em meio a um roteiro fraco, este mergulho acaba sendo raso.

A 2ª temporada de You nos apresenta uma história arrastada, com personagens tão conturbados que tornam a narrativa exaustiva de assistir e os episódios incômodos. Chega a ser cômico assistir um grupo consideravelmente grande de adultos que se comportam como crianças mimadas e uma adolescente que parece ter mais maturidade que todos juntos. A proposta de mostrar como traumas podem impactar a vida de uma pessoa pra sempre é boa, mas mal executada, fazendo parecer que todos os maus comportamentos apresentados por diferentes pessoas lunáticas, possuem uma justificativa plausível.

A intensidade colocada nas mãos de Victoria Pedretti para interpretar a instável Love Quinn, chega a ser um talento admirável, mas desperdiçado, ao ponto de assistirmos a atriz não conseguir criar conexão com o público, e isso se dá também pela direção. A tentativa de criar um final com uma imprevisibilidade impressionante transforma o final em uma saída patética, ao ponto que a produção parte para o clichê: transformar a única figura feminina que já conseguiu amar o protagonista de verdade em sua versão feminina. O Roteiro fraco acredita validar as próprias ideias com justificativas tolas, se enrolando numa história que precisou partir para o óbvio.

Não existe uma quebra em meio a tantas desgraçadas pinceladas na tela. Relacionamentos abusivos e tóxicos, abuso de poder e assédio, estupro e pedofilia, violência e psicopatia, e o pior, assistimos todos esses problemas graves se passando por narrações que tentam suavizar os seres humanos capazes de cometê-los. O desvio de conduta tentando ser pintado como uma versão obscura de um possível príncipe encantado mal compreendido pela sociedade devido ao seu passado sombrio, chega a embrulhar o estômago. Uma narrativa muito perigosa que flerta com mentalidades fracas em um contexto fora da realidade.

Com várias tentativas baratas de se fazer plot twists, a série que se esforça para se destacar acaba caindo na média e provavelmente não deve render muitas sequências como vem acontecendo com algumas séries da Netflix; ao optar por um season finale como este, fica claro que tentam tirar suco de onde não se tem mais. É preciso mais do que um vilão para se construir uma história com vilania, mas mostrar sem pena, o pior lado dele, ao invés de tentar transformá-lo em uma figura pela qual mulheres vão se apaixonar atrás da tela, porque infelizmente esta é a realidade de muitas e que não deveria ser romantizada.

Existe a preocupação quando a série passa desesperadamente a tentar validar as más atitudes dos personagens, em principal as dos protagonistas. A 2ª temporada de You tenta a todo o momento justificar o comportamento e a falta de caráter dos personagens, principalmente de Joe, que desde o primeiro momento tenta a redenção consigo mesmo, mas também com o telespectador que conhece seu lado obscuro, porém, que passa a buscar seu lado bom em meio as suas atitudes veladas.

NOTA:

TRAILER:

Continue navegando em nosso blog. Para acessar o último post publicado, clique aqui.

Uma jornalista um tanto quanto nerd, apaixonada por conteúdo, música, filmes, séries e afins. Fundou o blog para dividir as alegrias e as angústias de uma vida que surpreende a cada novo capítulo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.