(Divulgação: Toy Story 4 | Pixar)
Entretenimento,  Filmes

TOY STORY 4 | NOSTALGIA E LIÇÕES DE VIDA EM NOVO UNIVERSO

Quando Toy Story 4 foi anunciado, a empolgação e a alegria tomou conta de boa parte de quem cresceu assistindo os filmes. Outra parcela de fãs ficou um tanto quanto cautelar em relação a continuação de uma franquia que havia até então sido encerrada de forma tão primorosa em seu terceiro longa. A nova produção nos traz não apenas um grande acerto da Pixar, como jogou fora quaisquer preocupações em fazer sequências vazias. Ao contrário do que muitos pensavam, ainda existiam (talvez ainda possam existir) histórias do universo dos brinquedos que são desconhecidas para nós.

Toy Story 4 nos conta uma história muito bonita e nos mostra o quanto é importante descobrir o nosso lugar no mundo, independentemente de tempo, nunca é tarde para se reencontrar e ser feliz. Vamos reencontrar os nossos personagens favoritos e dar risadas com eles, e apesar de resgatar aquele lado doce da infância e alimentar nossa nostalgia, não é disso que se trata essa sequência, ela vem para nos apresentar novos personagens e novas facetas do universo dos brinquedos que antes eram desconhecidas.

O xerife Woody já não é o brinquedo favorito da criança, tão menos é o líder dos brinquedos como antes e sente dificuldade em aceitar que nem sempre as coisas seriam como foram com Andy. Mesmo se esforçando em fazer Bonnie feliz, Woody é esquecido no armário e começa a desempenhar um papel coadjuvante no círculo de brinquedos da nova dona. Ao perceber que está começando a juntar poeira no armário por não ser escolhido para brincar, o xerife se vê obrigado a abraçar a primeira oportunidade que encontra para ser útil. Bonnie inicia sua vida escolar, mas é proibida de levar seus brinquedos para a sala de aula, mas sem que ela saiba, o brinquedo a acompanha na mochila, a fim de dar qualquer suporte para a menina que esteja dentro de seu alcance. Sem amigos e sem material para realizar as atividades passadas pela professora, a menina se vê isolada no fundo da sala, o que compele Woody a agir. Ele resgata alguns materiais escolares em um lixo próximo e os deixam em cima da mesa para ela, que ao ver os objetos, cria um novo brinquedo, já que foi impedida pelos pais de levar os próprios para a escola. Assim nasce Garfinho, o novo personagem de Toy Story 4 e que leva grande importância em sua narrativa.

AMIGO ESTOU AQUI, AMIGO ESTOU AQUI

(Divulgação: Toy Story 4 | Pixar)

Apesar de amarmos tanto os brinquedos antigos, entendemos que eles não assumem aquele papel tão participativo quanto os demais filmes da franquia, inclusive Buzz, que apesar de não assumir protagonismo no longa, tem papel fundamental e apresenta um amadurecimento que também nos ensina lições valiosas. De forma singela, o patrulheiro espacial nos ensina a confiarmos mais em nossa voz interior e em nossos próprios desejos. Que é importante sermos amigos, leais e presentes, mas que as vezes é preciso ouvir um pouco mais de nós mesmos para descobrirmos o que profundamente queremos e executar também as nossas vontades.

A dublagem brasileira está sensacional e provoca muitas risadas, tanto no público adulto como no infantil.

A Pixar prova que Toy Story 4 não é uma história vazia e faz completo sentido existir. Uma história que preenche o coração da geração que cresceu com Andy e vai fazer parte de muitas gerações que estão por vir.

NOTA:

TRAILER:

Continue navegando no blog. Para acessar o nosso último post, clique aqui.

Uma jornalista um tanto quanto nerd, apaixonada por conteúdo, música, filmes, séries e afins. Fundou o blog para dividir as alegrias e as angústias de uma vida que surpreende a cada novo capítulo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.