Entretenimento

“YOU” LEVANTA DEBATE SOBRE ALTA EXPOSIÇÃO NA INTERNET

You é o tipo de série que nos faz repensar alguns comportamentos atuais, como o quanto devemos ser cautelosos com nossa exposição na internet, assim como muitas pessoas não são exatamente aquilo que querem que acreditamos que elas sejam. A série produzida pelo canal Lifetime, chegou a ser cancelada, mas teve os direitos de exibição comprados pela Netflix, que demonstrou interesse em dar continuação a série. You é uma adaptação feita de Sera Gamble e Greg Berlanti do livro que leva o mesmo nome e foi lançado em 2014 por Caroline Kepnes.

A trama nos apresenta o protagonista Joe Goldberg (Penn Badgley, conhecido por ter interpretado o Dan, em Gossip Girl), o gerente de uma livraria em Nova York que desperta uma obsessão por Guinevere Beck (Elizabeth Lail), assim que a aspirante à escritora entra na livraria em busca de um novo título para ler. A série é narrada pelo próprio protagonista, a fim de nos mostrar os seus mais profundos e perturbadores pensamentos em relação a sua fixação por Beck, o que nos ajuda a não cair na falsa imagem de bom moço que Joe apresenta a todos em seu círculo social limitado.

(Reprodução: You/Netflix)

Fica claro desde o início que Joe é um stalker e a partir do cartão de crédito de Beck, ele consegue descobrir seu nome e consequentemente muitas coisas importantes sobre sua vida, inclusive seu endereço, quem são suas amigas, seu namorado, etc, tudo através de pistas deixadas em suas redes sociais. A partir disso, Joe passa a observar de perto os passos de Beck e a planejar ações para se aproximar da jovem, fazendo com que tudo pareça ser mera obra do acaso.

NARRATIVA EM OFF CONTRIBUI PARA A COMPREENSÃO DA MENTE PERTURBADORA DE JOE EM YOU

A sacada mais inteligente da série é permitir que possamos acompanhar os pensamentos doentios de Joe. Isso nos faz perceber que na realidade ele não é um cara apaixonado, mas louco e abusivo, que faz parecer que suas atrocidades são plausíveis quando utiliza seu amor por Beck como justificativa.

É inegável que a série levanta discussões importantes, como por exemplo, nos leva a reflexão de como estamos nos expondo na internet, já que Joe conseguiu acesso a muitas informações de Beck através de suas redes sociais, ou seja, nem sempre nosso conteúdo irá impactar apenas o público que é do nosso interesse. Mas atualmente, existe mesmo uma forma de controlarmos isso? Vivendo em uma sociedade que já não se separa o ON do OFF?

(Reprodução: You/Netflix)

Mas a pauta mais importante que You levanta é em relação ao relacionamento abusivo vivido pelos personagens principais e ao nível fatal que ele é capaz de chegar. Joe invade a casa de Beck sem o consentimento dela, rouba seu celular e monitora suas mensagens pessoais, segue seus passos e passa a observar a jovem onde quer que ela vá. Ao sentir seu relacionamento ameaçado ou qualquer dano aos sentimentos de Beck, Joe logo se prontifica a eliminar esses obstáculos, matando as pessoas com mais naturalidade do que julgaríamos que o personagem fosse capaz de executar. Beck não conseguia enxergar a outra persona de Joe, e quando sim, é tarde demais e acaba sendo silenciada como outras mulheres antes dela, aparentemente não encerrando esse ciclo ao fim da temporada. E por que essa pauta é tão importante? Porque milhares de mulheres vivem em relacionamentos abusivos no mundo todo e sequer sabem o que estão enfrentando, impossibilitando muitas vezes que isso seja denunciado. É fácil julgar muitas mulheres que não denunciam, mas são poucas as pessoas que procuram entender o porquê disso acontecer, seja por medo, seja por não entender que aquilo não é amor, entre diversas outras razões.

(Reprodução: You/Netflix)

O que nos remete a uma frágil observação da atriz mirim Millie Bobby Brown que saiu em defesa do personagem Joe logo nos primeiros episódios, dizendo que ele não era assustador, mas um homem apaixonado (apesar de ter voltado atrás em sua declaração ao finalizar a série), mas não é de se julgar que uma criança ainda não tenha uma opinião forte para entender com tanta prontidão, muitos de nós ainda não temos, por isso é tão relevante levantar debates sobre o assunto, para que jovens mulheres também entendam desde cedo que isso está longe de ser amor, como se posicionou a também atriz mirim Maisa Silva.

É importante ressaltar que o ator Penn Badgley fez declarações temendo que as pessoas não entendessem o quão perigoso Joe é, afirmando ter feito o seu melhor para que as pessoas sentissem repulsa do personagem. Aliás, o ator chegou a responder vários tweets, tentando aparentemente repreender quem aparentava sentir atração pelo personagem.

You estreou em dezembro de 2018 na Netflix e está no caminho para bater a visualização da série por mais de 40 milhões de membros da plataforma streaming em suas primeiras 4 semanas.

NOTA:

Não se esqueça de curtir a página do Raprosando no Facebook.

Uma jornalista um tanto quanto nerd, apaixonada por conteúdo, música, filmes, séries e afins. Fundou o blog para dividir as alegrias e as angústias de uma vida que surpreende a cada novo capítulo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.