Entretenimento,  Filmes

BIRD BOX: PRÉ-ESTREIA DO SUSPENSE DA NETFLIX COM SANDRA BULLOCK

A Netflix apresentou algumas novidades durante a CCXP18 e uma delas foi a pré-estreia de Bird Box, suspense estrelado por Sandra Bullock e Trevante Rhodes, que também estiveram presentes no painel falando um pouco sobre o filme que é baseado no livro “Caixa de Pássaros” de Josh Malerman, considerado um thriller psicológico.

SPOILER ALERT (COMEÇO)

O longa retrata a vida de Malorie (Sandra Bullock) e a busca por um lugar seguro com seus filhos, após uma onda inexplicável de suicídios em massa assolar a sociedade.

Não há um esclarecimento concreto de o porquê dos suicídios ocorrerem, sabemos apenas que existe algo que não se materializa para o espectador e que caso seja visto pelos personagens, desperta esse desejo incontrolável de tirar a própria vida. Compreendemos que o mau é real e está presente na trama, desta forma as pessoas passam a utilizar vendas que as impeçam de enxergar o que quer que esteja causando o autoextermínio das pessoas.

SPOILERALERT (FIM)

Sandra Bullock falou um pouco sobre sua personagem que parece ser um pouco durona como mãe, e rebate essas críticas salientando a realidade da maternidade. A atriz disse que normalmente as mães são retratadas como mágicas, mas que na prática nem sempre é assim, devido a todos os desafios presentes no ser mãe, principalmente na trama, em que existe um perigo ainda maior.

(Painel Netflix)

A atriz ainda revelou durante o painel, que infelizmente não pôde levar os filhos até o Brasil e que eles haviam ficado chateados por conta disso e pediu para que as pessoas no auditório desejassem feliz aniversário para Louis e Laila por vídeo. Ao fim da interação, a atriz se emocionou e agradeceu a todos.

O longa dirigido por Susanne Bier, chega na plataforma streaming em 21 de dezembro.

VEREDITO (CUIDADO! SE ACHAR QUE ISSO PODE MODIFICAR SUA EXPERIÊNCIA COMO ESPECTADOR, VOLTE PARA LER ESTE PARÁGRAFO DEPOIS)

Uma coisa é inegável, o fim surpreende e pode ser encarado como uma grande metáfora. Tive a percepção que cada pessoa pode ter sua própria interpretação, e a minha foi ter a coragem de encarar os próprios medos, que ao longo da vida nos blindamos de realmente querer enxerga-los e que o caminho para isso será difícil ou até cruel, mas que é possível que tudo fique bem se tivermos a coragem de enfrenta-los sem nos entregarmos.

NOTA:

TRAILER:

Uma jornalista um tanto quanto nerd, apaixonada por conteúdo, música, filmes, séries e afins. Fundou o blog para dividir as alegrias e as angústias de uma vida que surpreende a cada novo capítulo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.