3 anos de Raprosando
Blog

3 ANOS DE RAPROSANDO

Olá leitores, que bom tê-los aqui comigo por mais um ano. No momento que escrevo este texto, para comemorar 3 anos de Raprosando, meus olhos estão marejados e meu coração se torna uma mistura de aperto com felicidade.

Quero que nesta breve carta a vocês leitores, eu consiga expressar um pouco a gratidão que sinto e o quanto vocês têm sido essenciais na minha vida. Já fazem 3 anos que tenho valorizado ainda mais a força que as palavras carregam em si e o quanto elas são importantes tanto para quem as leem, como para nós que a escrevemos e temos alguém que se importa lendo do outro lado.

A Marcella, que fundou o Raprosando há 3 anos, não é a mesma, e que bom que todos os dias vocês me ensinam um pouco mais sobre este processo de desconstrução para uma versão melhor. Eu sempre gostei e consumi muito de tudo o que transparece o que eu sinto, com o que me identifico ou o que percebo que consegue falar por mim, coisas que eu talvez não conseguiria ou sinto muita dificuldade.

3 anos de Raprosando

3 anos de Raprosando representam mais do que 3 anos tentando produzir conteúdo para vocês, mas 3 anos em que pessoas de diferentes lugares, até mesmo países e idiomas, pararam um minuto que seja para me ouvir, ler ou assistir algo que produzi com carinho. Nunca foi sobre puxar os holofotes ou tentar ser exibicionista, sempre foi sobre querer um espaço para falar do que eu gosto, da minha percepção de mundo e do que ou de quem me faz feliz. Minha intenção era mostrar para mim mesma que eu era capaz de fazer o conteúdo que eu gostaria, mesmo sem uma oportunidade realista do grande mercado, e que outras mulheres, assim como eu, seriam muito bem-vindas para fazer deste espaço ainda mais feminino, forte e interessante.

Nesse meio tempo que passamos juntos, todos estes três anos, eu fui muito feliz. Eu pude me arriscar porque vocês me impulsionaram, eu pude ousar porque vocês depositaram confiança em mim, pude viajar para outros lugares e cobrir eventos, pude atravessar fronteiras e trazer outras culturas para vocês, pude falar um pouco dos meus demônios sem temor e sobre a vida que me faz triste e feliz, pude apresentar conteúdos originais, indicar o que gosto, conhecer novas pessoas incríveis, fazer lives e streams, criar playlists exclusivas para vocês, apresentar marcas de propósito e também ter a confiança de marcas grandes que confiaram no meu conteúdo, como a Netflix e a Universal Music Brasil fizeram este ano.

2021 não foi (ainda não tem sido) fácil para nós. Perdi três membros da minha família este ano, de forma abrupta, repentina e violenta. Me despedi do meu pai e de duas cachorrinhas que cresceram comigo. Este ano não foi o melhor que eu poderia ter oferecido para vocês, mas foi o que consegui com tantas perdas e com a minha saúde mental tão afetada não só pelo luto, mas quanto pela pandemia. E apesar de tudo, talvez, tenha sido o ano em que vocês mais me deram carinho, compreensão e apoio. Por isso, sou extremamente grata.

3 anos de Raprosando

Vocês não fazem ideia do quanto é gostoso ver, ler ou assistir um feedback de vocês, seja em forma de comentário, de curtidas, compartilhamentos, ou na DM, seja no blog, nas redes sociais ou pessoalmente. Vocês não fazem ideia do quanto eu fico feliz de vocês verem a imagem de uma raposa e lembrar de nós.

Este ano eu não consegui me dedicar o quanto gostaria, estive muito ausente, sofri burnout, e ainda assim, vocês estão aqui e isso preenche meu coração de uma forma tão absoluta que eu não conheço nenhuma palavra que seja o suficiente para expressar o que eu sinto. Talvez amor.

Em 3 anos de Raprosando, eu trouxe conteúdo e em retorno vocês me deram carinho e não desistiram de mim, mesmo em vários momentos que eu me ausentei e pensei em largar tudo por não sentir que era capaz ou que ninguém se interessaria pelo que eu tinha para falar.

Eu só queria que vocês soubessem que vocês têm me mantido mais viva do que nunca e por isso, eu sou eternamente grata. Obrigada, do fundo do meu coração por não desistirem de mim ou deixarem que eu desistisse.

Mais um ano se inicia para nós, e nele, quero que possamos colocar vários projetos ainda em prática, quero apresentar pessoas que eu tenho certeza que vocês vão amar, quero que possamos nos arriscar mais e nos dedicar também. As minhas pupilas, Tati, Mari e Cacau, e claro, ao meu amigo David (eu jamais poderia deixar de citá-lo com tanta ajuda prestada nestes 3 anos), vocês são especiais e peças deste sonho, do meu filho, Raprosando. Obrigada por fazerem parte da nossa história e por me ajudarem a trazer tanto conteúdo interessante para nossos leitores.

Se você chegou agora, fique à vontade para vasculhar um pouco desta floresta encantada e se deparar com o que antes era uma raposa solitária, mas hoje, somos uma família, a raposada. Saiam de suas tocas e se aventurem com nós, estamos só começando.

3 anos de Raprosando

Continue navegando em nosso blog. Para acessar o último post publicado, clique aqui.

Uma jornalista um tanto quanto nerd, apaixonada por conteúdo, música, filmes, séries e afins. Fundou o blog para dividir as alegrias e as angústias de uma vida que surpreende a cada novo capítulo.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.