(Divulgação: Homem-Aranha: Longe de Casa | Marvel Studios)
Entretenimento,  Filmes

Homem-Aranha: Longe de Casa | Crítica

ATENÇÃO! ESTE TEXTO CONTÉM SPOILERS!

Depois de vivenciar uma difícil despedida por parte de diversos personagens em Vingadores: Ultimato, Homem-Aranha: Longe de Casa é a despedida definitiva da fase 3 do MCU.

As expectativas altas se davam exatamente pelo frenesi do Ultimato, mas devemos levar em consideração a desaceleração do ritmo em Homem-Aranha: Longe de Casa. As responsabilidades de ser um super-herói ganham peso para Peter Parker (Tom Holland), e a cobrança faz parte da nova jornada de amadurecimento do adolescente.

O longa explora os sentimentos de Parker expondo uma nova fragilidade, diferentemente das antigas franquias, em que a morte do Tio Ben era a chave para o desenvolver da narrativa. Na franquia de Holland, outros fatores são levados em consideração. O herói ainda lida com a perda de Tony Stark (Robert Downey Jr.) e a grande responsabilidade que recebeu do ‘mentor’ com E.D.I.T.H., que serve como MacGuffin na trama.

Apesar do teioso já ter participado de grandes missões com os Vingadores, como ter ido ao espaço, ter sido blipado, enfrentado Thanos, etc. No fundo, Parker é um adolescente como qualquer outro e tudo o que deseja no novo é desfrutar de suas férias com a garota que gosta, MJ (Zendaya).

(Divulgação: Homem-Aranha: Longe de Casa | Marvel Studios)
(Divulgação: Homem-Aranha: Longe de Casa | Marvel Studios)

Zendaya é a MJ que a franquia precisava. A personagem foge da versão estereotipada de dama em apuros e que está sempre impecável. Zendaya nos entrega uma personagem inteligente, bem resolvida, ácida e sarcástica na dosagem certa, com bom humor e o melhor de tudo – REAL. A cena pós-crédito em que eles voam juntos pelos arranha-céus de NY é sensacional.

Mais uma vez o desenrolar da história se dá por um problema causado pelo próprio herói, o que abre espaço sem medo para o vilão Mysterio (Jake Gyllenhaal) que inicialmente cativa o herói e a plateia, para em segunda instância, nos encurralar com Parker nas ilusões criadas por ele. As cenas que envolvem o Mysterio em ação chegam a causar vertigem, nos despertando ânsia para dar um basta na caótica imersão em que somos postos.

Uma bela surpresa fica para os fãs de longa data do Amigão da Vizinhança do Queens, principalmente se você é da turma que vangloria a franquia de Maguire. Em uma das cenas pós-crédito, o MCU trouxe o famoso jornalista J. Jonah Jameson de volta, sendo interpretado por J.K. Simmons da primeira franquia. O MCU ainda não tinha realizado feitios como este, de buscar atores antigos para reviver os mesmos personagens nos novos filmes.

(Divulgação: Homem-Aranha: Longe de Casa | Marvel Studios)

Ao que parece, o jornalista não está mais à frente de um jornal tradicional, mas parece assumir frente de um site/vlog de notícias. Após Mysterio revelar a identidade de Peter Parker para o mundo, na tentativa de pintar a imagem do herói como vilão, Jameson ressurge para adicionar mais um problema na vida do Aranha, a opinião pública, que certamente criará grande caos no próximo filme.

O temperamento ríspido, a grosseria e a falta de compreensão de Fury (Samuel L.Jackson) nos causa grande desconforto e estranhamento durante todo o filme; até assistirmos a cena pós-crédito para entendermos que na realidade ele está em alguma base espacial com vários Skrulls, enquanto Talos, assumia a identidade dele na Terra.

Homem-Aranha: Longe de Casa não é grandioso com sua direção que deixa a desejar. O filme estende alguns contextos desnecessários e se torna um pouco arrastado, nos fazendo esperar muito tempo por novos acontecimentos. A narrativa não se perde porque o longa segue uma linha de não se levar muito a sério, sem muito apelo emocional, inclusive com as cenas que envolvem os heróis que morreram no Ultimato.

O longa encerra a fase 3 e nos dá pistas sutis do que o MCU prepara para iniciar a fase 4, como a misteriosa viagem de Fury, os easter eggs das cenas pós-créditos relacionando talvez com o prédio Baxter em Manhattan, fazendo ligação ao Quarteto Fantástico.

Continue navegando em nosso blog. Para acessar o último post publicado, clique aqui.

NOTA:

TRAILER:

Uma jornalista um tanto quanto nerd, apaixonada por conteúdo, música, filmes, séries e afins. Fundou o blog para dividir as alegrias e as angústias de uma vida que surpreende a cada novo capítulo.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.