Crítica da série Desalma da Globoplay
Entretenimento,  Série e TV

DESALMA | CRÍTICA

Com um toque leste europeu diretamente para uma produção audiovisual nacional, Desalma entrega uma história fictícia cheia de mistérios que envolvem um pouco de tudo que apreciamos: suspense, misticismo, e por quê não dizer… vingança?

Lançada em 2020 pela Globoplay, a série traz à sua frente, a consagrada Cássia Kis, que com uma atuação gigante, vive Haia Lachovicz. A própria autora, Ana Paula Maia, define que Desalma não tem um protagonista, mas sim uma linha de frente, que baseia-se nas mães das famílias envolvidas na trama central.

É de fato uma série na qual o protagonismo feminino fala mais alto, mas é inegável que ao falar de Desalma, o rosto da ‘velha bruxa’ não nos venha em mente como o centro de tudo.

Haia e Roman em Desalma da Globoplay
(Divulgação: Desalma / Globoplay)

Desalma caminha longe de ser uma série perfeita, mas entrega o que promete. Grande parte do elenco, principalmente o elenco adolescente e/ou jovem adulto, distanciam seus níveis de atuação se compararmos com Kis e Cláudia Abreu (Ignes Skavronski Burko), claro, é de se levar em consideração os anos de profissão. Porém, uma peça do elenco que se destaca é João Pedro Azevedo, o pequeno Anatoli Skavronski. Com apenas 11 anos, o ator-mirim entrega uma atuação não impecável, mas intensa e sombria, como o seu personagem demanda.

Os elementos ucranianos que integram a trama se tornam essenciais para torná-la interessante. Desalma se alimenta de fatos imigratórios, outras culturas e descendências, sem se despregar do elo brasileiro e das raízes que ajudam a perpetuar a narrativa.

Estamos habituados a consumir séries estrangeiras, o que por décadas, fez muitos brasileiros comprarem a ideia de que nós, brasileiros, não sabemos fazer belas produções. Por vezes, nos carece um toque mais pessoal com a nossa própria cultura, como muito bem fez Cidade Invisível, por exemplo, retratando o folclore brasileiro com outros olhos e falando para o mundo: oi, nossa mitologia também é interessante. Todavia, Desalma não coloca as origens brasileiras de escanteio, ela traz a Ucrânia para dentro do nosso cenário, o que faz total sentido, levando em consideração as origens do povo brasileiro e como se deu nossa colonização e o resultado da miscigenação.

Anatoli em Desalma da Globoplay
(Divulgação: Desalma / Globoplay)

Sem levarmos em consideração o quão pouco se retrata povos eslavos na indústria cinematográfica, pelo menos não com além do básico que sempre nos contam ou sempre escolhem contar: Chernobyl.

O elenco, com exceção de Cássia Kis e Cláudia Abreu, não é o ponto forte da trama, mas há outros fatores que podemos dar destaque, como a própria história, que se dá na morte misteriosa da jovem Halyna Lachovicz (Anna Melo) na noite de Ivana Kupala. O fato ocorrido esconde diversos mistérios da sociedade, se tornando um emaranhado de segredos entre as famílias envolvidas, que escondem o cerne da própria face do mal.

Roman e Halyna em Desalma da Globoplay
(Divulgação: Desalma / Globoplay)

O jogo do que é certo e errado, o conservadorismo de uma cidade do interior, a xenofobia, a homofobia, o machismo, o assédio e a nata da sociedade, que longe dos olhos dos demais, esconde seus podres juntamente com seu montante de dinheiro.

O maior deleite está na graciosidade da fotografia, que belíssima, nos encanta e nos faz admirar os cenários que os cercam. Para agregar ainda mais o senso cultural da Ucrânia, os atores falam um pouco de ucraniano entre si.

Com uma produção acertiva e uma temática interessante, Desalma entrega o que promete: entreter bem com o gostinho brasileiro que nos enche de orgulho. Com a segunda temporada definida, esperamos que os pontos mais fracos possam ser ajustados para que o impacto da história seja maior e cale a síndrome de vira-lata dos brasileiros que menosprezam a arte nacional.

Nós também sabemos fazer produções de alta qualidade, e o melhor, com propósito.

Continue navegando em nosso blog. Para acessar o último post publicado, clique aqui.

NOTA DE DESALMA:

TRAILER DE DESALMA

FICHA TÉCNICA:

LINK AMAZON

Ta pensando em aumentar sua coleção? Dá uma olhada nos produtos que selecionamos pra vocês 👆, mas se não encontrou nada do seu interesse, relaxa, você pode procurar o produtinho que você quer clicando AQUI – comprando através do nosso link, sua compra não muda EM NADA e você ainda contribui com o Raprosando

Uma jornalista um tanto quanto nerd, apaixonada por conteúdo, música, filmes, séries e afins. Fundou o blog para dividir as alegrias e as angústias de uma vida que surpreende a cada novo capítulo.

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.